"Rosa de Hiroshima"

quinta-feira, 6 de agosto de 2009

Esta é a minha homenagem a todos os mortos na queda da bomba de Hiroshima e Nagasaki a 64 anos atras, um poema de Vinicius de Moraes, que tenta expressar em palavras a dor e lastima que aquele povo passou!
Repudiu com todas as formas esse ato de violência contra a raça humana, um ato totalmente cruel, com um povo que não tinha nada a ver com a guerra, com um povo inocente.
Os americanos chegaram ao ponto de serem mais cruéis que os nazistas. Fico simplesmente sem palavras para expressar essa crueldade sem tamanho, por isso faço das palavras de Vinicius , às minhas! E a dor desse povo é a minha dor!



Pensem nas crianças
Mudas telepáticas
Pensem nas meninas
Cegas inexatas
Pensem nas mulheres
Rotas alteradas
Pensem nas feridas
Como rosas cálidas
Mas, oh, não se esqueçam
Da rosa da rosa
Da rosa de Hiroshima
A rosa hereditária
A rosa radioativa
Estúpida e inválida
A rosa com cirrose
A anti-rosa atômica
Sem cor sem perfume


Composição: Vinicius de Moraes



5 comentários:

Flavia disse...

Cê tambem fica dolorido com tudo, Gui? Eu também sou assim. Puta genocídio. Pouca gente diz isso dos estados unidos da américa, a terra da liberdade: genocida. Genocida clean: aperta um botão e mata uma cidade inteira do outro lado do mundo, uma cidade completamente indefesa frente a um poder de fogo desse. Eu lembro que fizeram certa feita - não fazem muitos anos - um evento em que foi um sobrevivente e também o cara que levou e atirou a bomba - o piloto - que foi incapaz de pedir desculpa, mesmo que desculpa não desfizesse nada. Ele ficou defendendo o que fez, com seu nacionalismo, por seu país. Aquilo me marcou.

Guilherme Diogo Rodrigues disse...

Ola flavia, sim eu também fico dolorido com tudo, ainda mais go jeito que ta esse mundo , pra não se doer com as coisas tem que ter muito sangue frio.
Concerteza genocida, fala-se tanto no que os nazistas fizeram, mas os americanos conseguirão se igualar, infelizmente pouco se fala sobre isso, ja que vivemos na cultura americanizada, onde prevalece a cultura do pais mais rico.
Não sabia que havia acontecido esse evento , e o piloto não tinha sido capaz de pedir desculpa.Sinceramente, se é pra ser patriota dessa forma estupida, prefiro não ser patriota!

Beijos flavia!

Vanessa Harumi disse...

É ridiculo esse povo querer amar tanto seu país! Pra q a Guerra?? É Mta tosquisse!! Bando de Idiota, cada um dos lados ainda quer orar pra Deus.. Ahh claro Deus vai ama q vc mate outros por um país.. Quanta maldade no coração desse povo... Matar tanta gente inocente.. E ainda achar q é certo, Aff... Quanta tolice!!!!

Cecilia disse...

Guilherme, meu nome é Cecília, trabalho na Secretaria de Participação Popular e Descentralização da Prefeitura de Suzano e estamos ajudando as companheiras e companheiros da Secretaria de Comunicação Social e de várias outras no Governo Municipal estamos dispostos a realizar uma conferência de comunicação municipal bem viva e participativa. Gostaríamos de conversar com você. Afinal, vi nos teus comentários com a Flávia que queres participar. Adelante então. Aguardamos seu contato: 4745-2180 / email: jornalismo@suzano.sp.gov.br ou o pessoal: pimentanodooutro@gmail.com.
Estamos conversando com jovens, entidades e pessoas dos mais variados movimentos sociais. Será bom ter a sua contribuição também. Grande abraço,
Cecília
Mundo Livre SA

Juan Pablo disse...

Isso, isso, a gente jamais pode deixar caírem no esquecimento essas historias, que vira e volta se repetem...
Secos e Molhados, muito linda e triste a letra.

Postar um comentário

Obrigado por ser um Pensador Livre!!!!!!