Declaração!

terça-feira, 30 de março de 2010
Ouviu sussurros surdos, que vinham das paredes sóbrias daquele ambiente onde a vida era desenhada, uma comoda realidade lhe incomodava.
Se acostumou a ajoelhar-se como um servo a todas as ordens que o impuseram, trancou suas opiniões num lugar só seu, onde só ele conhecia, guardou a si, para si mesmo. A criança havia ajoelhado no canto de uma sala, recebia chibatadas por ser quem era, por amar o que e quem amava, uma lágrima escorria por seu rosto infantil, as paredes e o této pareciam comprimir à retirar o seu ultimo suspiro, o espaço parecia ficar cada vez menor.
Ajoelhou, pela ultima vez, e não era um servo que ajoelhara, mas um rei que se levantava, sua alma estava de pé iluminada como uma mãe dando a luz, altiva como raios de sol.
Fitou seu carrasco nos olhos, o olhar que penetrou no âmago fez fraquejar as mãos e deixou cair o chicote, ao se amedrontar diante dessa luz que brilhava em seus olhos, e tomar consciência de que açoitava a si próprio. Os duros castigos que recebia foram imputados por ele mesmo. E ao perceber que era muito melhor do que jamais imaginara, riu feito criança, a mesma que trancara dentro de si anos atrás e, que um dia esteve ajoelhada num canto de uma sala dentro de si.

Guilherme Diogo Rodrigues.

8 comentários:

Rafaela disse...

É incrivel ver como o ser humano tem um enorme poder de mutação...
Perceber que tudo que ele imaginou ser positivo pra ele, só lhe trouxe angustias e tristeza, assim mudando seu jeito, se tornando uma pessoa melhor, muito mais do que ele próprio imaginava...

Chegar onde nunca pensou em ir..
Tornar uma pessoa que nunca pensou em ser...
Sentir que pode ser um tanto bem maior ♫♪

Ver um lado positivo de todas as coisas negativas!
Para sermos mais fortes, precisamos passar por sofrimentos. Assim aprendemos a pensar de uma forma mais ampla e diversificada...
Afinal, depois da tempestade, sempre vem um lindo sol.

Ericka disse...

Nossa Gui..
que texto incrível...

Nós somos isso mesmo, prisioneiros de nós mesmos. Nos trancamos em redomas criadas por impecilhos que colocamos para nos auto boicotar e vivemos em busca de uma liberdade jamais alcançada, porque no fim das contas, somente nós podemos nos libertar de nossos martírios e alcançar esse tão sonhado objetivo.

Agora eu entendi porque você me disse aquilo no trem...rs

Cada dia melhor!!

Beijos bonito!!

xD

Sérgio Marino disse...

Conheço bem essa verdade!

Eduardo Prado disse...

Guilherme,

Que texto! Surpreendente!

É incrível como algumas vezes sofremos tanto, por dor, por medo, por tristeza, sem perceber que o nosso principal carrasco somos nós mesmos.

Grande Abraço!

Guilherme Diogo Rodrigues disse...

Rafa

É verdade, o ser humano tem grande capacidade de mutação, um pena que as vezes nós nos deixamos acomodar e não fazemos algo pra mudar.

beijos


Ericka

Isso mesmo, prisioneiros de nós mesmos, comodos em nossa redoma de vidro.

Sabia que você ia entende o que eu tinha lhe dito, após ler esse texto.

beijoos.

Sergio

Obrigado pela visita, fiquei feliz com isso, mandei o link pro galdino e acabei atingindo mais gente.Não consegui a visita dele, mas foi otimo receber a sua visita!

Abraço e volte sempre!!

Guilherme Diogo Rodrigues disse...

Edu

A que bom que gostou do texto.
O controle tem que estar em nossas mão, as vezes somos o carrasco de nós mesmo.E até que é bom perder o controle as vezes!!

abraços!!

Rafaela Ribeiro disse...

Oi meu querido amigo tenho estado ausente em nossa amizade, mas acompanho teus poemas de longe, e continuo dizendo escreva mesmo, vc é um artista e como todo artista precisa extravazar pra demostrar akilo que pensa, sente ou ve.... vc tem se aprimorado a cada dia,.... estou admirada... e é isso ai ... continue mesmo que haja adversidades sobre teu caminho....

gaohui disse...

If you're a plus size woman you've probably Moncler noticed that the majority of coats in stores today are moncler veste designed with women that are supposed to be moncler doudoune shaped like a toothpick. It can be difficult to moncler hommes find a coat that not only looks good but also doesn't break the moncler femmes bank. Coats typically cost a lot of money so it's in your doudoune moncler femmes best interest to shop wisely.A lot of women doudoun moncler hommes make the mistake of only thinking about their dress doudoune moncler femmes or skirt when putting together an doudoune moncler hommes outfit. However, it's important to keep in mind that the majoriy of moncler-gilet people are going to see you with a coat on.

Postar um comentário

Obrigado por ser um Pensador Livre!!!!!!