No desatino, o desalento.

quinta-feira, 4 de março de 2010

No desatino do pensamento.
Presente em repouso,
Trancado no calabouço
De alteridade obscura
Surgiu o velho e lívido
Nas verdades reprimido
Em mascaras e fases.
Com verdades que lhe trazes.
És sempre desalento conhecido.
De tão real tornou-se vívido,
E de tão contínuo é quase um amigo.
Guilherme Diogo Rodrigues

4 comentários:

Mary disse...

.............uau.

Ericka disse...

não gostei Gui...
não por que não esteja bonito (o poema é lindo)

mas por que é muito triste...
parece o espelho de um "palhaço" triste. Entendeu?

Ânimo, guri!!!
hehe

beijoos..
adoro-te!

Rafaela disse...

Escreveu mesmo sobre o desalento né...
E ficou muito bom...
Sua mente funciona até com sono hein...rs

É realmente triste o poema, mas, infelizmente,a tristeza faz parte das nossas vidas em alguns momentos dela...
Por isso vale a pena ser expressada, e em forma de poema, melhor ainda!

*--*

gaohui disse...

If you're a plus size woman you've probably Moncler noticed that the majority of coats in stores today are moncler veste designed with women that are supposed to be moncler doudoune shaped like a toothpick. It can be difficult to moncler hommes find a coat that not only looks good but also doesn't break the moncler femmes bank. Coats typically cost a lot of money so it's in your doudoune moncler femmes best interest to shop wisely.A lot of women doudoun moncler hommes make the mistake of only thinking about their dress doudoune moncler femmes or skirt when putting together an doudoune moncler hommes outfit. However, it's important to keep in mind that the majoriy of moncler-gilet people are going to see you with a coat on.

Postar um comentário

Obrigado por ser um Pensador Livre!!!!!!