"Tédio"

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

Repousado friamente em minhas costas
Como um velho doente moribundo,
Está o tédio em suspiros funestos.
Palavras são entoadas inteligíveis.
A mente alça um voo desesperado
E no calor da sala
O ventilador gira em pás
Impassivo no seu vórtice,
Em um eixo de outro mundo.
Guilherme Diogo Rodrigues.
Ps: Ericka moraes foi a primeira a ler e ajudou!

2 comentários:

Mary disse...

hahahhahahaha!! Reealmente o tédio eh tenso... Tah massa. Tava viajando na aula néé?? uahsau! Brincadeira, tah lega.

Bjs

Erickaaa disse...

kkkkkkkkkkkk
Gui...você é incrivel
hsuhsusuhsuh

brigada pooor colocar meu nome aewww! hehe!

"Tédio com T..são" haha

poema que expressa o que todo mundo sente algumas vezes tbm...é um mal que assola a todos nós, as vezes!

shooow!!

Orgulhosa de tiii!

beijoooos <<

ps: O poema da beleza, incrivel tbm...xD

Postar um comentário

Obrigado por ser um Pensador Livre!!!!!!